Número total de visualizações de página

13/01/11

Today was not a good day

Hoje acordei cansada, extasiada de uma fadiga psico-emocional inútil.

Hoje acordei cansada da gente de carne, cansada dos bichos sem cérebro, cansada das músicas da moda.
Cansada dos hipócritas, das crianças que empregam máscaras de falsa idade, da matemática funesta, dos autocarros empestados do mau carácter, dos programas televisivos mal formados.
Hoje acordei cansada de burocracias supérfluas e complicações estrambóticas.
Hoje, não acordei num sonho, mas de um sonho que outrora fora uma realidade, ou será que da realidade adormeci e num sonho acordei? Não sei, mas acordei cansada.
Enfadada com tudo que me rodeia, não posso senão concluir que - sonho ou realidade – hoje acordei numa crise existencial.
Hoje acho as pessoas podres, chatas e intriguistas; acho os animais incomodativos; e a música poluidora. Hoje acho que tudo é demasiado aborrecido, que as cores não existem, que a comida é intragável, que envelhecer é amargo, que tudo ou nada não presta segundo as minhas vontades.
Sabes que mais? Hoje não devia ter saído da cama.