Número total de visualizações de página

17/08/10

Headshot.

 
Só há uma forma de pôr as coisas, quando os momentos nos passam ao lado, passam mesmo, e não há como voltar atrás.
Quando não se dá valor à areia que se acumula na praia do nosso coração, ela acaba por esvoaçar ao sabor do vento, e quando tiramos os olhos do oceano e olhamos para os nossos pés, já não há areia para nos segurar; e mesmo que tentemos apanhar os restinhos de areia que sobram, ela  escapar-se-à por entre os dedos.
Talvez isto seja uma metáfora bem complexa e melindrosa; mas a realidade explica-se por palavras mais simples: quando as pessoas focam a atenção em si mesmas, deixam pouco espaço para os outros. Contudo nenhum oceano, é completo sem areia como fundação. Nenhuma praia se constrói sem areia, ou só com oceano.
Já fui areia em muitas praias, e só um oceano conheci.
O que pensas que são lágrimas? É quando há falta de areia no coração das pessoas, sobrando apenas espaço para o imenso oceano, imensa solidão...então o oceano começa a fugir-nos pelos olhos.
Mas queres que te diga um segredo?
Nem todos os ventos trazem de volta o que outrora levaram, e muitas vezes, é aí que o oceano seca, e...PUUM! Estás morto por dentro.

Sem comentários: